Consoles

Lynx

 

Console portátil da quarta geração dos videogames. Em outubro de 1989, apenas dois meses após o lançamento do Game Boy, surge o Atari Lynx, que foi o primeiro console portátil colorido da história. Além disso, ele também foi o primeiro console portátil a utilizar tecnologia 16-bit (sua CPU era de 8-bit, assim como o Game Boy). E não para por aí: o console também foi o primeiro a possuir tela com luz própria. Três evoluções de muito peso para aquela época.

 

O portátil da Atari ainda trazia outros mimos, como cartuchos em formato de cartões e ainda a possibilidade de ter seus controles invertidos para se adequar tanto a destros quanto a canhotos, além de possibilitar jogar com a tela na vertical, para aproveitar melhor algumas versões de arcade que foram lançadas para o console.

 

Mas o leitor então se pergunta: Com tantas inovações, por que o console de Atari foi pouco conhecido e não obteve sucesso no mercado? Nem tudo era positivo no aparelho: ele era grande e um consumidor árduo de pilhas!! Para nós brasileiros, o console foi quase um total desconhecido, pois jamais foi lançado por aqui, ficando a sua presença restrita a um ou outro sortudo com acesso fácil à importação. Algumas revistas até mencionavam a existência do aparelho, mas sempre com pouca ênfase. Nos Estados Unidos e na Europa, o console até ia bem, vendendo em torno de um milhão de unidades até 1991. Porém isso não era nada frente ao tanto que o rival da Nintendo vendia.

 

A Atari também não era mais a mesma e seus jogos já não revolucionavam como antes. Soma-se a isso o suporte zero dado pelas softhouses japonesas como Konami e Capcom. Em 1991 a Atari ainda lançou o Lynx II, uma versão um pouco menor, mais leve, mais econômica e melhor construída do Lynx, mas isso não foi o suficiente para salvar o console, que foi oficialmente descontinuado em 1996, quando a Atari fechou as portas. Detalhe que já em 1993 era possível comprar o aparelho novo por U$ 25 nos Estados Unidos, tamanho era o desinteresse do público por ele.

 

Ficha Técnica:

 

Mikey (16-bit custom CMOS chip running at 16MHz)
  - MOS 65C02 processor running at up to 4MHz (~3.6MHz average)
      8-bit CPU, 16-bit address space
  - Sound engine
       4 channel sound
       8-bit DAC for each channel
       (4 channels x 8-bits/channel = 32 bits commonly quoted)
       Atari reports the range is "100Hz to above the range of human
         hearing"; spectrum analysis shows the range may go as low as 32Hz.
       Stereo with panning (mono for original Lynx)
  - Video DMA driver for LCD display
      4096 color (12-bit) palette
      16 simultaneous colors (4 bits) from palette per scanline (more than 16
      colors can be displayed by changing palettes after each scanline)
  - System timers
  - Interrupt controller
  - UART (for ComLynx)
  - 512 bytes of bootstrap and game-card loading ROM

  Suzy (16-bit custom CMOS chip running at 16MHz)
  - Blitter (bit-map block transfer) unit
  - Graphics engine
      Hardware drawing support
      Unlimited number of high-speed sprites with collision detection
      Hardware high-speed sprite scaling, distortion, and tilting effects
      Hardware decoding of compressed sprite data
      Hardware clipping and multi-directional scrolling
      Variable frame rate (up to 75 frames/second)
      160 x 102 "triad" standard resolution (16,320 addressable pixels)
      (A triad is three LCD elements: red, green, and blue)
      Capability of 480 x 102 artificially high resolution
  - Math co-processor
      Hardware 16-bit multiply and divide (32-bit answer)
      Parallel processing of single multiply or divide instruction



Ano Lançamento: 1989

Data / Regiões de Lançamento:

Europa
Japão
Estados Unidos

Fabricante: Atari


A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - #

Vídeos