Switch

SNK Heroines: Tag Team Frenzy

Além do Switch, o jogo também foi lançado para PlayStation 4. No Switch, além desta versão regular, o game também foi lançado na edição Diamond Dream.

 

Um novo jogo de luta chega ao mercado no começo do mês de setembro para Nintendo Switch e Playstation 4. Utilizando somente personagens femininas da franquia The King of Fighters (além de um Terry Bogard transformado em garota), SNK Heroines Tag Team Frenzy utiliza a engine do 14º capítulo do famoso game para criar algo no mínimo diferente em descontraídas batalhas 2 contra 2.

 

O jogo apresenta diversos modos característicos dos fighting games, dentre eles versus, training e survival. Sua principal atração, contudo, é o modo customize, que permite ao jogador personalizar a sua heroína com roupas e acessórios, atingindo, portanto, um grupo específico de jogadores, pois se difere da grande maioria dos jogos do gênero.

 

O apelo na customização parece ser a dinâmica de todo o game, pois apesar do modo história tentar ambientar o jogo após os eventos de The King of Fighters XIV, o enredo acaba sendo deixado de lado pelo fator fanservice das garotas da SNK, uma vez que se baseia, tão somente, na reunião específica de todas as meninas para a disputa de um torneio entre elas.

 

Além disso, como jogo de luta, a facilidade na execução dos movimentos especiais, apenas um botão, permite concluir que o game não foi feito para os tradicionais amantes do gênero, mas para uma parcela de jogadores que apreciam comandos mais simples, aliados a aleatoriedades, fanservice (com muitas moças de biquíni) e customização.

 

Por fim, o jogo nos presenteia com uma galeria de imagens das heroínas da SNK, cuja maioria delas é destravada pelo seu desempenho no jogo, assim como os itens de customização, que dão sobrevida ao título, necessitando que o jogador tenha horas e horas de peleja para destravar e habilitar tudo o que é oferecido.

 

Por mais que SNK Heroines Tag Team Frenzy se destine a um grupo especial de jogadores, o que deve ser ressaltado na hora de jogá-lo é que ele deixa um pouco a desejar. O título fasta a grande maioria dos apreciadores dos jogos de luta, especialmente aqueles que não possuem tanto apreço pelas personagens da SNK ou para outros que desejam algo mais elaborado para o combate e não comandos de fácil execução, destinados a animações sensuais das garotas. Para os fãs fervorosos da empresa japonesa e que desejam fanservice talvez seja uma boa pedida.

 

Texto de Felipe Bittencourt Buss.



Ano Lançamento: 2018

Regiões de Lançamento:

RegiãoDataCod. FabricanteCod. BarrasIdioma
Europa07 / 09 / 2018
Japão06 / 09 / 2018HAC-APVSA-JPN / APVSA4964808141029 Japonês
Estados Unidos07 / 09 / 2018 Inglês
Austrália07 / 09 / 20189318113986533

Fabricante: SNK / SNK Playmore, NIS America

Franquias: The King of Fighters / KOF

Lançamento: Oficial

Gêneros: 2D,Luta

Formatos: Cartão,Mídia Digital



Vídeos