Consoles

Pippin

Console da quinta geração dos videogames, o Apple Bandai Pippin foi o único console produzido pela famosa empresa americana.

 

Na época dessa geração, o PlayStation vendia como água e isso chamou a atenção de outras empresas. Assim a Apple, famosa hoje pelos celulares iphone e pelos tablets ipad, também tentou achar o seu espaço nesse mercado, com o lançamento do Pippin.

 

Para isso, a empresa se juntou à japonesa Bandai, conhecida fabricante de brinquedos que já tinha experiência no mercado de videogames - havia criado recentemente o Bandai Playdia – além de outros consoles e vários jogos e acessórios para NES. O console é basicamente um Macintosh Power PC transformado em console. A ideia da Apple era propagandear o console como um videogame que também poderia trabalhar como um computador.

 

Em termos de mercado o projeto do Pippin era semelhante ao do 3DO, onde várias empresas poderiam licenciar o produto para fabricação de consoles. No caso a Bandai foi a única que apostou na ideia. Com o fracasso mercadológico do 3DO, que era outro console com proposta mais abrangente do que ser “apenas” um console de videogame, a Apple correu para mudar a sua estratégia de marketing. O Pippin passaria a ser comercializado como um videogame com capacidades de internet.

 

Então em 1995, o console chega ao mercado em pequenas quantidades no Japão e nos Estados Unidos – uma versão chegou a ser produzida na Europa, em quantidades ainda mais limitadas. Nessa época a internet já era uma realidade, mas apesar disso, a estratégia da Apple não funcionou. As pessoas não estavam preparadas para a ideia de acessar a internet através da televisão. E de fato: era bastante estranho pensar isso naquele tempo.

 

O Pippin trazia um drive de CD-Rom de 4x, o dobro da maioria dos consoles da época. Outra vantagem dele é que não havia trava de região. Qualquer jogo do Pippin funcionaria em qualquer console Pippin produzido no mundo. Já o modem não era muito impressionante, com velocidade de 14.4 Kbps.

 

Soma-se a esse erro na estratégia o péssimo suporte de desenvolvedores de jogos que o console recebeu, tornou o fracasso algo inevitável. O pior de tudo é que o hardware do Pippin era bastante poderoso, o suficiente para rivalizar com o PlayStation. Mas apenas uma quantidade ínfima de jogos foi produzida para o aparelho, e dentre estes poucos, nenhum que chamasse a atenção da crítica e do público para o novo console.

 

O Pippin foi um dos maiores fracassos da história do videogame, com um número aproximado de 42 mil consoles vendidos no mundo todo.



Outros Nomes: Atmark, @World

Ano Lançamento: 1995

Data / Regiões de Lançamento:

Europa
01/03/1995 - Japão
01/09/1995 - Estados Unidos

Fabricante: Apple / Bandai


A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - #

Vídeos