Consoles

Nintendo DS

Console portátil da sétima geração dos videogames, o Nintendo DS foi a aposta da Nintendo nos consoles portáteis após anos de dominação com a linha Game Boy. 

 

Mesmo dominante, a empresa decidiu dar um passo adianta nesse mercado. A ideia era lançar uma nova linha de portáteis sem, contudo, descontinuar a bem-sucedida linha Game Boy. Assim em 2003 a empresa anunciava o novo produto, envolto em mistério. À medida que os meses passavam, novos detalhes iam surgindo: do codinome de desenvolvimento “Nitro”, até a inovação das duas telas de LCD e o nome oficial do aparelho: Nintendo DS.

 

Veio então o lançamento: 21 de novembro de 2004 no mercado norte-americano e 02 de dezembro do mesmo ano no Japão. O Nintendo DS trazia diversas inovações técnicas: o sistema Dual Screen – duas telas de LCD, sendo uma com sensível ao toque, microfone embutido que servia para interação direta com os jogos (como chamar a princesa Zelda pelo nome) e conexão wireless, além de ser retrocompatível com os jogos do Game Boy Advance – que usavam apenas uma das duas telas do console.

 

O console utiliza como mídia um card proprietário da Nintendo, com capacidade conhecida de 8 a 512 Megabytes. O console é equipado com dois processadores tipo ARM de 32bit e 4 MB de memória RAM. Seu lançamento foi um sucesso. Para exemplificar esse sucesso, citamos a Europa: em apenas três meses de vida no velho continente, o console atingiu a marca de um milhão de unidades vendidas. E esse sucesso era visto em todo o mundo.

 

Em 2006 o console recebia seu segundo modelo: o DS Lite. Trazendo as mesmas características, com a vantagem de uma carcaça mais enxuta e a tela bom mais brilho. É o modelo mais vendido do DS na história. Segundo a Nintendo mais de 93 milhões de unidades do DS Lite foram vendidas. Nesse mesmo ano, chegavam ao mercado dois dos maiores sucessos do console: New Super Mario Bros e Metroid Prime: Hunters. Aliás, essa é uma das características mais marcantes da linha DS: grande quantidade de bons jogos e um trabalho incrível na utilização das características do console.

 

No final de 2008 chegou o terceiro modelo do console: o DSi, que adicionou duas câmeras digitais ao console, uma tela maior, memória interna e entrada para cartão SD – para aumentar a capacidade de armazenamento, além da conexão à Nintendo DSi Shop, que possibilitava a venda de jogos online. Mas nem tudo eram flores: o console perdia o slot para cartuchos de Game Boy Advance e consequentemente a compatibilidade com esse sistema.

 

Aliás, falando em GBA, foi também em 2008 que a Nintendo descontinuou o aparelho na América do Norte. A linha Game Boy deveria andar ao lado da linha DS, mas o sucesso estrondoso do novo console fez a Nintendo mudar de ideia e tornar a nova linha DS a única entre os portáteis da empresa, terminando – pelo menos por enquanto, com a história de sucesso da linha Game Boy, que dominou o mercado por quase duas décadas.

 

Um último modelo de DS ainda seria lançado em 2009 no Japão e 2010 na América do Norte: era o DSi XL, versão com características semelhantes ao antecessor, com a adição de uma tela maior e bateria com melhor duração. Somando todos os modelos, o DS vendeu mais de 150 milhões de unidades, o que faz dele o console portátil mais vendido da história – perde por pouco do PlayStation 2 na lista geral.

 

Em 2011 chegou ao mercado o Nintendo 3DS, o segundo sistema da linha DS que trazia como principal inovação o efeito 3D sem necessidade de utilização de óculos específicos e também retrocompatibilidade com os jogos de seu antecessor, que foi vendido até 2014.



Ano Lançamento: 2004

Data / Regiões de Lançamento:

11/03/2005 - Europa
02/12/2004 - Japão
21/11/2004 - Estados Unidos
24/02/2005 - Outras regiões

Fabricante: Nintendo


A - B - C - D - E - F - G - H - I - J - K - L - M - N - O - P - Q - R - S - T - U - V - W - X - Y - Z - #